Abuso infantil

O Blog Balança Certa é um espaço destinado ao equilíbrio e qualidade de vida e não somente ao emagrecimento. Não há equilíbrio se algo tão terrível como um filho ou filha nosso sofrer algum tipo de abuso, correto? Então hoje o assunto é muito sério, continue lendo e descubra como manter seus filhos mais seguros.

Nessa semana ficamos todos tristes com a notícia de uma babá que havia espancado uma bebé de apenas 8 meses em Linhares – ES. A menina e a irmã gêmea ficam sob os cuidados da acusada enquanto os pais trabalham. Porém, eles receberam uma ligação de vizinhos avisando que as crianças estavam apanhando da babá.

Abuso infantil

O abuso infantil é um crime grave contra as crianças e adolescentes e todo mundo sabe disso. No entanto, mesmo assim ainda continua ocorrendo com centenas de crianças todos os anos. É preciso se conscientizar para acabar de vez com o abuso infantil.

“Criança não namora” esse é o slogan usado em muitas campanhas de conscientização sobre o abuso infantil. No entanto mesmo assim ainda existem milhares de casos por aí e você pode ajudar estas crianças. Então continue lendo e saiba como.

Abuso infantil

Abuso infantil: o destruidor de vidas

Centenas de crianças e adolescentes são abusadas sexualmente todos os anos segundo dados do próprio estatuto da criança e do adolescente. Sabendo disso é imprescindível encontrar uma solução definitiva e inteligente para o problema.

As crianças que sofrem abusos na infância ou adolescência têm um grande trauma para a vida inteira. Estes traumas produzem impactos distintos na vida de cada novo adulto no mundo.

Na maioria das vezes este impacto é completamente destruidor de vidas. Os traumas são tão grandes na vida destas pessoas que jamais vão conseguir lidar com o mundo e as situações dele de maneira simples e normal.

Abuso infantil

Alguns traumas são gigantescos e de toda forma contribuem negativamente para a vida da criança ou adolescente abusado. É comum surgir eventos psicossomáticos relacionados aos traumas e que podem comprometer a qualidade de vida deste futuro adulto.

Agora você mais do que sabe que “criança não namora” e sabe que o abuso infantil é um verdadeiro destruidor de vidas. Então vamos agora direto a parte mais polêmica do assunto.

Vamos falar um pouco mais de onde os abusos acontecem com maior freqüência e principalmente os principais responsáveis pelo fato. Então continue lendo e proteja ainda mais seus filhos.

Abuso infantil

Abuso infantil: onde realmente ocorre

Todo mundo pensa que as historias de abuso são originarias de situações adversas, aleatórias ou até mesmo culpa das crianças ou dos pais. É preciso analisar toda a situação antes de apontar culpados. Alias a ação preventiva é a mais viável para todos nesta situação.

Ao contrário do que a grande maioria imagina os abusos infantis não acontecem na rua ou em casa de amigos suspeitos, mas sim dentro da própria casa da criança.

Isso porque a maioria dos casos de abuso infantil está relacionada aos parentes e amigos que frequentam a casa da criança. Então o problema está muito mais próximo do que você realmente imagina.

Abuso infantil

Estes casos de abusos são originados geralmente por parentes próximos. Por isso é tão difícil ter uma ação preventiva e se quer imaginar que tudo isso pode estar acontecendo na sua casa.

É preciso sempre estar a tento as interações com os adultos que as crianças têm. Assim será possível cuidar melhor das crianças e adolescentes e evitar que sejam vitimas.

Para isto tenha sempre olhos abertos e principalmente acompanhar o que a criança vivencia dentro de casa. Evite deixar a criança sozinha com um único familiar sempre. Ou varie de familiar ou mantenha sempre dois adultos tomando conta das crianças.

Quando se trata de agressão a menores precisamos ficar muito atentos a todo e qualquer detalhe, ainda mais se eles ainda não sabem falar. Veja o que a mãe da bebê disse ao jornal “A Gazeta”:

“Estava reparando algumas marcas indefinidas. Pequenos roxos, algumas marcas de aperto de unha, mas eu pensava que poderia ser do dia a dia das meninas, afinal elas são ativas, brincam muito juntas, as unhas delas crescem rápido. Mas agora consigo ver que não era isso, eram agressões mesmo. E o comportamento delas mudou muito também. Minha filha que está com os hematomas no rosto era muito independente, agora não desgruda de mim. As duas têm estranhado pessoas diferentes, choram muito. Elas não eram assim”, ressaltou a mãe.

Ela já estava percebendo algo estranho e não fez nada. No primeiro roxo já deveria ter comprado câmeras potentes? Deveria deixar quieto? Deveria ter ido na polícia? Não sei essas respostas, porém eu sei que temos que fazer algo, eu Ludmilla Pessotti sofri tortura por anos quando era bebê, vou deixar aqui umas dicas do que penso e se você tiver outras ideias por favor acrescente nos comentários. Pode ajudar muita gente.

Eu tenho muitos amigos que já sofreram abuso dentro e fora de casa, todos ao falar sobre o ocorrido se esvaem em lágrimas. É uma sensação de impotência muito grande, como eu sei disso? Também sofri abuso dentro da casa dos meus pais.

Veja também: Jejum intermitente funciona mesmo?

Abuso infantil

Minha história com babá foi muito traumatizante. Quando eu tinha 2 anos de idade minha mãe e meu pai trabalhavam fora. Eles saiam bem cedo e voltavam só de noite, sendo assim eu ficava com uma babá por tempo integral. Ela era mulher portanto graças a DEUS não abusava de mim sexualmente. Porém vou listar o que sofri com aquela mulher:

– Me obrigava a comer o meu próprio cocô. Isso mesmo ao tirar minha fralda ela pegava um garfo, amassava meu cocô na própria fralda e me dava para comer com o garfo. Não sei porque ela tinha tanta raiva de mim, mas ela fazia questão de espetar o meu céu da boca com aquele garfo. Sinto o gosto só de lembrar, gosto de sangue, cocô, medo e impotência;

– Me dava banho escaldante ou extremamente gelado. Nunca era algo agradável e na maioria das vezes era gelado com pelando. Ela alternava para que ficasse pior ainda;

– Me batia de mão aberta para não deixar marcas;

– As sopas eram pelando, ela tirava da panela borbulhando e logo me dava;

– Transava com o namorado dela do lado do meu berço. Criança não é burra gente! Mesmo bebê, é sério isso, com apenas 2 anos eu ainda lembro do que pensava. Eu fingia que estava dormindo com medo dela me bater por ver ela com o namorado naquela situação. Não sabia o que eles estavam fazendo, mas sabia que ela não podia levar ninguém lá, pois meus pais repetiam isso para ela todos os dias. Eu só “acordava” quando ele ia embora.

– Falava que se eu abrisse a boca com meus pais ela falaria que era mentira. E quando eles fossem trabalhar ela iria ser pior ainda comigo;

– Me atrapalhava muito ter apenas 2 anos, pois eu não sabia me expressar corretamente, afinal não tinha todo o vocabulário ainda. Eu queria contar mas não sabia o que dizer, então o que eu podia fazer era chorar desesperadamente, gritar para eles não irem, implorar para mamãe ficar comigo.

Abuso infantil

Lembro de um dia quando eu estava chorando por não querer que eles fossem trabalhar, minha mãe abaixou para falar comigo, ela disse que precisava trabalhar para comprar Danoninho para mim e eu disse que nunca mais pediria Danoninho, só queria que ela não me largasse mais sozinha em casa. Ela encheu os olhos de água, como se achasse bonitinho tanto amor e foi embora. Foi como se ela tivesse me batido naquela hora. Minhas esperanças de ser salva tinha se esvaído. Sofri 2 anos essas torturas diariamente.

Veja também: Abacaxi emagrece mesmo?

Abuso infantil

Quais são as condições que favorecem o abuso infantil

Eu acreditava de verdade que minha babá iria falar que eu estava mentindo e que minha mãe acreditaria nela. Afinal de contas eu estava na minha cabeça de criança mostrando aos meus pais nitidamente que tinha algo errado ali. O que eu pensava era que eles não se importavam comigo. Chorava tanto, pedia tanto como eles não podiam ver?

Abuso infantil

As condições que favorecem o abuso infantil é um tema polêmico, mas realmente é muito importante. Isso porque sabendo o que favorece estas condições terríveis podemos realizar ações preventivas e com isso evitar traumas para a vida inteira.

As principais condições que favorecem o abuso infantil são:

  • Deixar as crianças e adolescentes, grande parte do dia sozinho e desacompanhado de maiores de idade responsáveis;
  • Deixar as crianças sob a tutela de adulto desconhecido;
  • Ter grande rodízio de cuidadores;
  • Falta de diálogo informativo com as crianças (as crianças não sabem impor limites e isso muitas das vezes é grande causa dos abusos, uma vez aprendido algumas ações para evitar tal crime a criança terá mais uma ferramenta para a sua defesa);

Estes são algumas das condições que favorecem o abuso infantil. No entanto é preciso analisar todo o cenário para tomar medidas cada vez mais eficazes conta este tipo de agressão.

Abuso infantil

A sua atenção aqui será a principal arma para evitar o abuso. Outra coisa importante é manter o diálogo com a criança com o objetivo de identificar qualquer anomalia que venha acontecendo na vida dela.

Abuso infantil

Como você pode evitar o abuso infantil

Existem diversas formas para tentar se precaver do abuso infantil e é preciso lançar mão de todas estas ferramentas. Afinal de contas é a vida de uma criança ou adolescente que está em risco e devemos fazer todo o possível para protegê-las.

A proteção de uma criança é realmente um aspecto muito importante na vida de maneira geral. Estamos sempre tentando evitar até mesmo que nossos filhos caiam e se machuquem mesmo que de leve. O abuso infantil é um trauma terrível e este mais do que os outros deve ser evitado com muita atenção.

Abuso infantil

Aqui vão algumas dicas para se evitar o abuso infantil com eficiência:

  • Evite deixar as crianças com parentes não sanguíneos (geralmente o laço sanguíneo gera mais sentimento de proteção por parte dos adultos). Mas isso não é garantia de nada;
  • Prestar atenção em como a criança age na presença de cada pessoa.
  • Mantenha sua atenção sempre sob a criança, não tire o olho dela 1 segundo sequer;
  • É sempre necessário saber como os adultos tratam a criança. Perguntar para ela pode facilitar a identificação ou até mesmo a confirmação de alguma suspeita e assim tomar as providencias necessárias.
  • As crianças embora muita ativas e inteligentes são muito ingênuas. Dessa forma mesmo sabendo de antemão dos riscos tende a ser iludidas. Ensine seus filhos a não cair em armadilhas feitas para assediá-las de alguma forma.
  • Falar para não conversar com estranhos também é uma forma de precaução. Adote este habito e eduque seus filhos para também ter este habito. Afinal de contas cautela nunca é demais.
  • Se você precisa sair para trabalhar deixe alguém de sua inteira confiança tomando conta das crianças. Não tem alguém de confiança de verdade? Pare de trabalhar e se dedique a cuidar dos seus filhos até que eles tenham idade pelo menos para se comunicar de forma eficaz.
  • Não tem jeito de abandonar o trabalho por uns anos e precisa de trabalhar? Encha sua casa de câmeras por todos os cantos. Visíveis e escondidos e fique atento a tudo.
  • Demonstre a seus filhos que eles são importantes, não deixe eles te chamando mil vezes sem parar, puxando a barra da sua roupa. Quando eles pedirem sua atenção, e você estiver conversando com outra pessoa, pare de falar com a pessoa. Peça licença pois a pessoa mais importante do mundo está requerendo sua atenção, e se abaixe para falar com ele. Fazendo isso seus filhos confiarão muito mais em você.
  • Se o abuso ocorrer fora de casa, instrua seus filhos a gritarem o mais alto que puderem: “Tarado, socorro. Tarado, Socorro”. Isso porque quando alguém pede somente socorro, os outros pensam que pode ser briga de casal, assalto etc. E ninguém vai querer se meter nisso, aí acaba passando batido. Estupradores e agressores não pensam que a vítima vai gritar, pois é mais fácil que se paralisem de medo. Sendo assim grite, grite e grite!
  • Mostre esses vídeos abaixo para os seus filhos e veja a reação deles, pelo menos uma vez por semana. Você vai saber o que fazer.Abuso infantilO abuso infantil é escroto, mau, sorrateiro, traumatizante, maligno, adoece, maltrata, machuca, traumatiza, traz ódio, rancor e é difícil de perdoar. A responsabilidade de proteger seus filhos é sua, não deixe isso nas mãos de qualquer um. E falando em qualquer um…Algumas empresas estão incentivando a pedofilia, nós pais não podemos permitir isso de forma nenhuma. Precisamos boicotar mesmo esses desgraçados. Toda ação gera uma reação, pedofilia não é arte é crime, como não podemos prender esses idiotas, nós devemos parar de usar os produtos para sempre como protesto. Se eles fazem uma aberração tão horrenda dizendo ser arte, imagina o que eles fazem em quatro paredes? Tenho nojo deles, eles não merecem que eu lave minhas roupas e cabelo com esse lixo monstruoso. #prontofalei. Ajude também a proteger outras crianças e adolescentes a seu redor e denuncie no número 100 sempre que ver algo fora do comum, mesmo que um milímetro. Precaução nunca é demais.

Agora aconteceu alguma coisa com alguém da sua família? OK. Agora é ter calma, amor e muita paz. Temos que denunciar? Com certeza, mas também devemos olhar para a criança, e ensinar a ela que nem todos são assim e que ela vai superar. Hoje mesmo pasando por tudo aquilo sou alegre, ninguém colocou a alegria em mim, ela é minha.

“Quando acontece algo assim na nossa vida a pergunta real é: O que você vai fazer agora? O que escolhe agora? Porque você tanto pode ficar focado(a) naquilo que te fez sofrer e ser uma pessoa amargurada e rancoroza ou pode focar no futuro maravilhoso para você e sua família. Quando as pessoas começam a focar no que desejam, o que elas não desejam se desfaz, e o que elas desejam se espande, e a outra parte ruim desaparece.” Livro O Segredo.

Nos siga no FACEBOOK, INSTAGRAM ou YOUTUBE, sua participação é muito importante para nós.

 

 

Abuso infantil: Aprenda A Proteger Seus Filhos
Classifique

4 comentários para "Abuso infantil: Aprenda A Proteger Seus Filhos"

  1. Va disse:

    Muito muito bom! Obrigada.

  2. Delma disse:

    Realmente vc é especial. Um ser humano incrivel que se preicupa com o proximo.Deus lhe abençoe poderosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat