Diabetes é uma doença crônica que assusta muitas pessoas que recebem o diagnóstico ou convivem com quem sofre com a doença. Mas o que você precisa saber é que é possível conviver bem com a doença e ter qualidade de vida, através da alimentação para diabéticos correta. Veja aqui como fazer.

Alimentação para diabéticos sem mistérios

Antes de te mostrar como deve ser uma alimentação para diabéticos, você deve aprender de maneira simples o que é diabetes, para assim entender a importância da alimentação correta.

alimentação para diabéticos

Diabetes

O diabetes é uma doença caracterizada pela elevação dos níveis de glicose no sangue, devido ao mau funcionamento do pâncreas, que deixa de produzir ou produz insulina em quantidade insuficiente. A insulina é um hormônio indisponível por levar a glicose para dentro das células.  Quando a insulina é produzida em quantidade insuficiente, ou não é produzida por um mau funcionamento do pâncreas, o resultado é o acúmulo de glicose no sangue, que é conhecido como hiperglicemia.

O diabetes e suas classificações

O diabetes pode ser classificado em:

Diabetes tipo I

É o tipo de diabetes mais comum entre crianças e adolescentes, mas pode se manifestar em qualquer faixa etária. Ocorre devido à destruição das células beta do pâncreas, por uma reação autoimune do organismo na maioria dos casos. A falta de produção de insulina pelo pâncreas leva o indivíduo com Diabetes tipo I recorrer à insulina exógena, tendo que aplica-la através de injeções diárias.

Diabetes tipo II

Este é o tipo de diabetes mais comum  e perigoso pois não tem como a pessoa sair desse quadro, o diabetes tipo II acomete cerca de 90% das pessoas com diagnóstico da doença. É causado pela resistência à insulina onde a glicose encontra uma “barreira” nas células para entrar nelas e ser absorvida.  Neste caso, a insulina é produzida em exceção como forma de equilibrar os níveis de glicose no sangue.

O desenvolvimento do diabete tipo II está relacionado principalmente aos maus hábitos alimentares, onde há uma alimentação predominantemente baseada em frituras, carboidratos simples, fast food, alimentos prontos para consumo como os congelados que são ricos em sódio. Em contrapartida você tem um estilo de alimentação cada vez mais pobre em vegetais, frutas em quantidades moderadas e alimentos integrais.

Atualmente, os casos de diabetes só crescem porque as pessoas estão se distanciando cada vez mais do que é a “comida de verdade”, natural e tão abundante em nosso país, e adotando um estilo “americanizado” de se alimentar combinado a falta de atividade física. Aqui, você vai ver que a alimentação para diabéticos tem como base o que deve ser uma alimentação saudável para qualquer pessoa que queira ter mais qualidade de vida, evitando diversos problemas de saúde. Muitos médicos dizem que o diabetes tipo 2 pode ser amenizado e até extinto se o paciente voltar a ter bons hábitos alimentares.

A alimentação para diabéticos é parte essencial do tratamento da doença, que combinada com o uso de medicamentos prescritos pelo endocrinologista e com a atividade física regular, irá garantir a qualidade de vida que o diabético tanto deseja.

alimentação para diabéticos

Quais seriam então os alimentos permitidos no diabetes tipo II?

A lista de alimentos permitidos na alimentação para diabéticos incluem:

  • Os alimentos de baixo índice glicêmico, que irão ser absorvidos de forma mais lenta e que, portanto não elevam a glicemia de forma brusca. Como resultado, você tem o equilíbrio da glicemia e o ganho de saciedade, que é muito importante na alimentação para diabéticos, visto que no diabetes um dos principais sintomas é o aumento do apetite.

Entre os alimentos de baixo índice glicêmico estão:

  • Leite (Dê preferência aos desnatados);
  • Iogurte natural;
  • Queijos (Dê preferência aos queijos magros);
  • Cereais como: farelo de aveia, all bran, pois estes são ricos em fibras o que torna a absorção do alimento mais lenta;
  • Leguminosas como lentilha, grão de bico, feijão, soja. Aqui vale a dica de que o feijão com arroz é uma dupla de sucesso. Isso porque além de um completar o outro, tornando-os de alto valor biológico, ou seja, com aminoácidos essenciais, que o seu organismo não produz. O feijão diminui a absorção do arroz e ainda traz saciedade. A proporção ideal para não exagerar é consumi-los na quantidade de 2:1, ou seja, 2 colheres (sopa) de arroz e 1 concha pequena de feijão.

alimentação para diabéticos

Fica a dica:

Essas quantidades devem ser revistas de acordo com as necessidades energéticas de cada um, com o auxílio de um nutricionista.

  • Frutas de baixo índice glicêmico como melão, maçã, pera, damasco, frutas vermelhas;
  • Frutas oleaginosas como a castanha do Pará e nozes, que também são grandes aliadas para trazer saciedade, entre uma refeição e outra, além disso, são boas fontes de gordura;
  • Farinha de banana;
  • Farinha de linhaça;
  • Chia;
  • Carnes magras como aves, peixes, ovo cozido e carne vermelha sem capa de gordura.
  • Você deve consumir de 3 a 5 porções de fruta no máximo por dia, sendo importante variar na escolha das mesmas. Sempre que possível, consumir a fruta com casca e bagaço, isto também ajuda a diminuir a absorção da glicose.

alimentação para diabéticos

O controle das gorduras na alimentação do diabético também é essencial para o controle da doença e de complicações cardiovasculares. Por isso a gordura saturada deve ser evitada na alimentação do diabético e substituída pelas gorduras mono e polinsaturas. Devem então ficar de fora da alimentação para diabéticos:

  • Biscoitos recheados;
  • Sorvetes;
  • Margarinas;
  • Chantily;
  • Óleo de dendê.

O que não entra na alimentação para diabéticos?

  • Os doces em geral como bolos, geleias, mel, biscoitos recheados, chocolate, leite condensado e outros;
  • Frutas de alto índice glicêmico como banana, figo, uva, tâmara, caqui, mamão papaia. Quando consumi-las eventualmente, você deve sempre colocar junto uma fonte de fibras como aveia, linhaça, chia que diminuem a velocidade da absorção da glicose presente;
  • Evitar os carboidratos simples como arroz branco, batata inglesa.
  • Abolir completamente pães e massas feitos farinha de trigo (bancos e integrais), ou seja esquece o trigo.

alimentação para diabéticos

Vilão oculto – Trigo

“A farinha de trigo é um ingrediente pobre em nutrientes e de alto índice glicêmico. Tem ação semelhante ao açúcar no organismo, aumentando a taxa de glicose no sangue e, por isso, o consumo em excesso está associado ao aumento de triglicérides e incidência de diabetes, obesidade e doenças crônicas”, alerta a nutricionista Cintya Bassi.

Abolir completamente o trigo da dieta pode reverter o diabetes tipo 2 como explica categoricamente Dr. Rocha, que vende livros ensinando como acabar com o diabetes tipo 2, tendo vários casos de sucesso. Se você quer acabar com o diabetes na sua vida e não apenas ‘tapar o buraco’ indico dar uma olhada no que Dr. Rocha diz sobre isso.

Produtos diet: Consuma com moderação

Quando bater aquela vontade por doces, você pode fazer uso dos produtos diet. Os produtos diet são aqueles onde é retirado algum ingrediente e/ou nutriente especifico como o açúcar. Mas atenção! A maioria dos produtos diet, recebe uma quantidade maior de gordura para realçar o sabor. Por esta razão você deve consumi-los com moderação.

Consumo de água, atividade física e disciplina: Turbinam o tratamento para diabetes.

Como você pode perceber, é perfeitamente possível conviver bem com o diabetes, desde que você adote bons hábitos e entre os hábitos está:

  • O consumo adequado de água;
  • Prática regular de atividade física;
  • Horários regulares para se alimentar.

Todos estes complementam o tratamento para diabetes e contribuem para o bom funcionamento do organismo em qualquer etapa da vida.

alimentação para diabéticos

Cardápio para diabetes

Agora que você já entende um pouco melhor sobre o que é o diabetes, e a importância da alimentação para diabéticos para o sucesso do tratamento, anote nossa sugestão de cardápio para fazer parte da rotina de quem é diabético, e assim trazer muito mais qualidade de vida.

Café da manhã

  • Iogurte natural com uma colher (sopa) de aveia;

Lanche da manhã

  • Castanha-do-pará

Almoço

  • Salada de folhas verdes à vontade temperadas com azeite de oliva, limão e um pouco de sal;
  • 1 filé de peixe grelhado;
  • 3 colheres (sopa) de brócolis ao vapor;
  • 2 colheres (sopa) de arroz integral;
  • 1 concha pequena de lentilha.
  • Sobremesa: Gelatina diet.

Lanche da tarde

  • 1 maçã (com a casca)

Jantar

  • Sopa de verduras com frango desfiado

Ceia

  • 1 xícara de leite desnatado ou chá de camomila (o chá auxilia na digestão dos alimentos).
  • Ovos mexidos

Estas foram as nossas dicas de como deve ser a alimentação para diabéticos, se você as aprovou deixe aqui o seu comentário, ficaremos muito felizes com sua participação. Se você conhece alguma pessoa que sofre de diabetes compartilhe este post com ela e faça parte a corrente do bem do Balança Certa. É muito amor por vidas!

 

 

 

 

 

 

Como Deve Ser A Alimentação Para Diabéticos?
5 (100%) 2 votes

Nenhum comentário para "Como Deve Ser A Alimentação Para Diabéticos?"

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    WhatsApp chat