Cirurgia Plástica de Orelha, a otoplastia pode corrigir outras imperfeições dessa região do corpo, sejam de origem genética ou traumática, vamos descobrir mais sobre isso?

Cirurgia Plástica de Orelha: Você sabe quando ela é realmente necessária?
5 (100%) 2 votes

A orelha mais aberta, conhecida popularmente como orelha de abano, é uma característica física qualquer, assim como o formato do nariz ou a estrutura do fio de cabelo. Porém, mesmo sem representar um problema de saúde, ela pode trazer vários transtornos emocionais.

A cena é clássica: um belo dia, a criança volta da escola chorando porque algum colega resolveu zombar do formato de suas orelhas e lhe deu um apelido pouco lisonjeiro para ressaltar essa característica.

Essa é uma situação que pode atrapalhar o desenvolvimento da autoestima da criança e trazer prejuízos no desempenho escolar, pois ela não se sente parte do grupo, tende a se isolar e perde o estímulo para aprender.

Embora esse cenário seja preocupante, a boa notícia é que existe uma solução definitiva para esse problema: trata-se da otoplastia, a cirurgia de reparação da orelha que pode ser feita ainda na infância, preferencialmente entre os 5 e 7 anos.

O que é orelha de abano?

Cirurgia Plástica de Orelha

Foto: COACH

Orelha de abano é o nome popular para uma malformação que faz as orelhas serem mais abertas. Por parecerem mais saltadas e maiores, essa característica traz uma desarmonia aos traços faciais da pessoa.

Essa malformação pode aparecer em graus maiores e menores e atinge de 2% a 5% da população mundial, tornando-se mais aparente conforme a criança cresce.

Sua causa costuma estar em uma dobra chamada anti-hélice, que é pouco pronunciada e resulta em uma alteração na curva da orelha. Outra causa é o crescimento anormal da concha, que deixa a orelha mais arredondada.

Como resultado, as bordas da orelha ficam mais afastadas da cabeça, principalmente na região superior.

Além da orelha de abano: outras indicações da Cirurgia Plástica de Orelha

Cirurgia Plástica de Orelha

Foto: FERNANDO

Embora a orelha de abano seja a primeira indicação que pensamos quando se fala na otoplastia, essa cirurgia também pode ser a melhor solução para outros casos.

Por meio da associação de diferentes técnicas cirúrgicas, a otoplastia permite corrigir imperfeições nessa região do corpo que foram causadas por fatores genéticos ou traumas.

Dessa forma, essa cirurgia pode ser recomendada para qualquer pessoa que se sinta incomodada com o formato ou o tamanho de suas orelhas. Conheça outros casos em que a otoplastia é indicada:

  1. Orelha muito pequena ou ausente

Cirurgia Plástica de Orelha

Foto: ANDRE

Quando o bebê nasce com a orelha muito diminuta, incompleta ou sem essa parte do corpo, temos uma condição genética chamada microtia.

Embora a audição nem sempre seja afetada, a otoplastia é indicada para que se faça a reconstrução dessa parte do corpo, geralmente utilizando cartilagem proveniente das costelas.

  1. Orelha muito grande

Essa situação pode aparecer nas crianças em função de um defeito congênito que leva a concha a crescer muito mais que o esperado. Porém, ela é mais comum em pessoas mais velhas, cujo lóbulo aumenta demais e fica com a aparência alongada.

As duas situações podem ser corrigidas com a otoplastia de redução, na qual o cirurgião plástico remove e remodela a cartilagem excedente.

  1. Orelhas assimétricas

Cirurgia Plástica de Orelha

Foto: SALET

Outra indicação dessa cirurgia é para os casos em que as orelhas estão em níveis de altura muito distintos ou apresentam tamanhos visivelmente diferentes.

  1. Deformação da orelha por trauma ou doença

Além das malformações de origem genética, a orelha pode apresentar anormalidades em função de acidentes automobilísticos, mordida de animais ou traumas sofridos por praticantes de lutas, que levam a deformações na cartilagem.

Outra situação é quando se remove uma parte ou a totalidade da orelha devido a um tumor na região. Esses casos também têm indicação de otoplastia, de forma a reconstruir essa parte do corpo e resgatar a autoestima do paciente.

Como é feita a Cirurgia Plástica de Orelha

Cirurgia Plástica de Orelha

Foto: KLEIDER

As técnicas cirúrgicas utilizadas na otoplastia variam conforme a natureza da imperfeição a ser corrigida, sendo diferentes para cada indicação. Em comum, porém, os procedimentos costumam ser relativamente simples.

Nas crianças, a cirurgia para orelha de abano ou outro tipo de correção costuma ser feita com anestesia geral, enquanto que a otoplastia em adultos geralmente é feita com anestesia local associada com sedação para que o paciente durma.

O procedimento cirúrgico propriamente dito costuma levar cerca de uma hora, mas o paciente pode precisar ficar em observação por mais algum tempo. Em geral, a alta hospitalar acontece no mesmo dia ou no dia seguinte.

Como é a recuperação dessa cirurgia

Cirurgia Plástica de Orelha

Foto: SERGIO

O pós-operatório da otoplastia não tende a causar muitos desconfortos, de modo que analgésicos simples prescritos pelo médico costumam ser suficientes para aliviar eventuais incômodos. Isso, porém, depende de cada paciente e da técnica cirúrgica utilizada.

No caso da otoplastia em crianças, a recuperação necessita de certo nível de maturidade e cooperação, pois é preciso utilizar uma faixa de proteção em toda a cabeça nas primeiras 48 horas. Nos próximos 30 dias, serão usadas tiaras de malha para evitar traumas na região.

Os curativos, porém, são diferentes para cada indicação dessa cirurgia, podendo exigir cuidados específicos. Em geral, para os casos mais simples, como a correção de orelha de abano em adultos, é possível voltar ao trabalho em cerca de dois dias.

O que esperar depois de uma otoplastia

Cirurgia Plástica de Orelha

Foto: TIAGO

Grande parte dos resultados já é visível na retirada dos curativos, mas a aparência final da orelha só poderá ser avaliada alguns meses depois. No caso da correção de orelha de abano, esse período costuma ser de 90 dias até que não haja mais inchaço.

Quando todos os cuidados antes, durante e depois da cirurgia são seguidos, os resultados costumam ser definitivos e muito satisfatórios, devolvendo a harmonia à face do paciente e recuperando sua autoestima.

A otoplastia é um dos principais exemplos de como a cirurgia plástica oferece benefícios que vão muito além da estética, incluindo a correção das funções, a reconstituição de partes do corpo e o resgate da autoconfiança. Vale a pena buscar uma solução para a sua queixa!

Gostou desse tipo de artigo? Nos dê 5 estrelinhas que amamos ter o seu feedback. Nos siga nas redes sociais para ficar mais pertinho da gente.

Cirurgia Plástica de Orelha: Você sabe quando ela é realmente necessária?
5 (100%) 2 votes

Talvez você se interesse também por:

Descubra Os Benefícios Da Linhaça Para Seu Corpo

Conheça agora 5 dicas incríveis sobre a cirurgia íntima feminina!

Nenhum comentário para "Cirurgia Plástica de Orelha: Você sabe quando ela é realmente necessária?"

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    WhatsApp chat