O que é HCG? O hCG é o nome mais conhecido para o hormônio Gonadotropina coriônica humana. Esse hormônio é produzido naturalmente pelas mulheres quando engravidam, sendo ele responsável por nutrir o feto, ou melhor, dando indicações ao nosso corpo para alimentar o novo ser que se está gerando.

Inicialmente foi usado para o tratamento de algumas doenças, mas principalmente para tratar meninos cujos testículos ainda não tivessem baixado, e meninas com ovários deformados, ou com algumas lesões.

Dr. Simeons, ao tratar esses pacientes, notou que o uso do hCG fazia com que houvesse uma redistribuição da gordura acumulada. Ou seja, os seus pacientes estavam ficando com os quadris mais finos, assim como as nádegas, coxas, braços e cintura.

Foi aí que o hCG começou sendo usado com a finalidade de perder peso, e de fato os resultados são inigualáveis a qualquer outra dieta.

De há uns tempos para cá, o hCG tem vindo a ser usado por fisiculturistas, que afirmam ser um excelente aliado para ganhar massa magra, além de secar o seu corpo, ajudando a ter tudo muito bem definido e sequinho. Além de ser usado depois de algum ciclo de ‘bomba’ chamado TPC para que os testículos não “parem de funcionar”.

O que é HCG?

FOTO: PEXELS

Para entendermos como o hCG funciona no nosso corpo, primeiro temos de perceber o que ele é, o que faz, e como funciona.

O hCG é um hormônio fabricado nos primeiros dias da gravidez, e ele tem sido até indicado para o tratamento de várias doenças e problemas de saúde, como a infertilidade, alterações no desenvolvimento dos testículos, deformações nos ovários, entre muitas outras anomalias.

Então, quando alguém toma o hCG, ele está provocando uma simulação de gravidez, de forma a que o seu organismo consuma mais gordura para colmatar as necessidades de calorias que são necessárias para nutrir o feto, e a si mesmo.

Assim, quando você simula uma gravidez no seu organismo, ele vai começar gastando mais calorias do que o normal, pois, para ele, agora você tem de “alimentar o seu bebê”!

Para saber exatamente do que se trata o hCG, ele é uma glicoproteína, a qual é composta por 244 aminoácidos, que são produzidos durante a gravidez na placenta.

Ele é responsável por manter a integridade do corpo lúteo no ovário, de forma a que se produza progesterona. Note que a progesterona é um hormônio essencial para que o feto cresça e se desenvolva.

O hCG é tão determinante no estágio gestacional que ele é mesmo o responsável por dar uma certeza às futuras mamãs. Os testes de gravidez medem o hCG, indicando se determinada mulher está, ou não, grávida.

Dr. Simeons, durante os seus estudos sobre a importância do hCG para a luta contra a obesidade, descobriu que o problema estaria no cérebro, numa zona chamada diencéfalo.

O diencéfalo é composto pelo hipotálamo e o tálamo. O hipotálamo é responsável por controlar o comportamento emocional, o apetite, os desejos, e a insulina, de forma a liberar a energia necessária para as células.

Quando existe um comprometimento do hipotálamo, em vez da energia ser liberada para as células, ela é depositada como gordura, aumentando o peso.

Segundo Dr. Rondó, o sistema do hipotálamo é facilmente comprometido, e os problemas têm aumentado com o estilo de vida do século XXI.

De acordo com o mesmo, quando existe um desequilíbrio do hipotálamo, as pessoas sentem uma fome intensa, além de terem um metabolismo lento, fazendo com que haja um acúmulo de gordura de forma excessiva no abdômen, coxas, cintura, e quadris, mas também nos joelhos, braços e costas.

Dr. Rondó aponta ainda para situações que agravam este cenário, tendo um efeito extremamente negativo nessa região do cérebro, como:

  • Estresse
  • Traumas
  • Dietas Tóxicas ou refinadas em demasia, com aditivos e químicos
  • Xenoestrogenios
  • Campos eletromagnéticos

Aponta ainda para o mau funcionamento do hipotálamo devido ao uso de aparelhos celulares e dispositivos sem fio, que são usados pela maior parte da população mundial, e que teve um boom nos últimos 30 anos.

Juntando a isso, temos um estilo de vida muito mais sedentário, além de que cada vez mais estamos nos alimentando pior, com comidas ricas em gorduras, sal, ausência de legumes, verduras e frutas.

Então, Dr. Simeons descobriu que as injeções de hCG aliadas a uma dieta hipocalórica reagiam na região do hipotálamo, fazendo com que se desse uma perda de gordura impressionante.

Ou seja, o hCG melhorava o desempenho do hipotálamo, incluindo o “Centro de Gordura”, o que faz com que haja uma liberação de depósitos de gordura que seja anormal, a qual se transforma em uma fonte de combustível.

Assim, o hCG é responsável por queimar até 3000 calorias por dia, sendo que quanto maior for o depósito, maior será a queima.

Além da queima calórica ser muito maior que em qualquer regime ou prática esportiva, ela permite que os indivíduos não percam massa magra, ou seja, músculos, que como sabemos, é muito comum em outras dietas restritivas.

Isso acontece porque as pessoas obesas, quando submetidas a uma dieta hipocalórica, primeiro perdem músculo, depois gordura visceral, e só depois gordura subcutânea, seguida de água.

As gorduras anormais só se perdem assim que todas as outras opções se esgotam, e por isso é tão difícil perder aquela gordurinha acumulada no quadril.

Com o hCG, o corpo libera os depósitos dessas gorduras, fazendo com que o organismo queime gordura localizada, fazendo com que você ganhe novos contornos no seu corpo, e esculpindo o corpo como nós gostamos tanto!

Aquele abdômen tanquinho, com as coxas e os quadris em proporções normais, sem gordura nos joelhos, costas e braços, que ficam inestéticas a qualquer pessoa.

Além desses benefícios, a pele fica muito mais radiante, e o corpo fica tonificado.

Mas também acarreta benefícios que não estão estritamente relacionados com a estética.

De fato, a dieta do hCG tem, entre vários benefícios:

  • Redução do risco de diabetes;
  • Redução do risco de doença cardiovascular;
  • Sara as artrites;
  • Reduz a hipertensão arterial;
  • Normaliza os níveis de insulina;
  • Normaliza a glicemia;
  • Normaliza o colesterol;
  • Normaliza as triglicérides;
  • Regulariza o sono;
  • Aumenta libido;
  • Acaba com a compulsão por açúcares e carboidratos;
  • Entre outros benefícios.

Ao contrário do que muitos falam, o hCG não é prejudicial à saúde. Se olharmos para as mulheres grávidas, elas produzem 1.000 vezes mais hCG do que é aconselhado para perda de peso, sendo que é secretado em grande quantidade no 1º trimestre da gravidez.

Ou seja, durante nove meses, todos nós fomos infundidos com hCG, mesmo que em pequenas quantidades.

Quem foi Dr. Simeons, criador da Dieta hCG?

Ao contrário do que poderá pensar, Dr. Simeons não é nenhum charlatão, aproveitador, e enganador, que se aproveita das fragilidades das pessoas, as quais se encontram desesperadas para perder peso.

Nós sabemos que existem muitas pessoas assim, que se aproveitam de pessoas frágeis, que esperam um milagre que resolva os seus problemas.

No entanto, Dr. Simeons não foi, de todo, uma dessas pessoas. Ele era um médico de renome, com várias realizações na sua carreira profissional.

De fato, ele estudou em uma das melhores universidades do mundo na sua época. Embora ele fosse nascido em Inglaterra, estudou na Universidade de Heidelberg, na Alemanha, logo no início do século XX.

Nessa altura, as escolas alemãs eram das mais importantes e mais bem conceituadas. Assim, Simeons concluiu a sua pós-graduação na Alemanha, e na Suíça também.

Ele adorava medicina tropical, o que o levou a viajar dois anos pela África, e seguido da Índia. Aí ele desenvolveu a medicação contra a malária, a qual se tornou a principal droga química no tratamento da doença.

Dr. Simeons também desenvolveu uma técnica que permitia ver o parasita da malária no sangue, tendo sido agraciado com Ordem de Mérito pela Cruz Vermelha por essa razão.

Como se não bastassem todos estes feitos médicos, Dr. Simeons criou um centro modelo no que dizia respeito ao tratamento da Lepra, que era preocupante na época, e fez um trabalho irrepugnável no que concerne à peste bubônica.

Foi para Roma, em 1949, para o Salvador Mundi International Hospital, onde se dedica à endocrinologia e à obesidade.

Dr. Simeons acreditava piamente que a obesidade tinha componentes psicossomáticos, sendo que ele afirmava que o problema era muito maior ao nível físico do que mental.

Antes da formulação da dieta do hCG, mesmo na altura em que ele se encontrava ainda na Índia, publica um livro sobre o Síndrome de Froelich, que levou ao desenvolvimento do grande tratamento revolucionário contra a obesidade.

O que é HCG e como tudo começou

As pessoas que sofrem desta síndrome, apresentavam obesidade extrema, assim como gônadas não desenvolvidas. Por gônadas entenda os testículos e os ovários. Essas pessoas também apresentam genitais pouco desenvolvidos. Sabe aqueles homens que quando você olha de costas parece mais uma mulher gorda, com um tremendo bundão? Então…

Dr. Simeons, para tratar esses doentes, recolhia hCG a partir da urina de mulheres grávidas, e injetava pequenas doses diárias nos pacientes.

Enquanto o tratamento decorria, não só os testículos voltavam para o sítio adequado (escroto), como os seus pacientes perdiam o apetite voraz que lhes era característico.

Embora eles não estivessem seguindo uma dieta rigorosa, a sua composição corporal estava mudando: diminuição da circunferência dos quadris, abdômen, e nádegas.

Assim, Dr. Simeons chegou à conclusão que o hCG mobilizava a gordura localizada, que se tinha depositado de forma natural.

Depois, ele resolveu associar a toma de hCG a uma dieta restritiva, de forma a que o corpo conseguisse transformar essas gorduras em energia para as células.

Os resultados não poderiam ter sido mais eficazes. A perda de peso aconteceu, sem que os pacientes passassem fome, ou melhor, sentissem fome, tendo em conta que se trata de uma dieta de apenas 500 calorias diárias.

Portanto, quem pretende ficar com um corpo sarado, o hCG pode ser a solução!

Com o hCG você não só perde peso, como no caso dos homens, faz com que aumente a sua massa muscular!

Vejamos agora um pouco sobre a dieta hCG.

O que é hCG?

A dieta do hCG foi criada pelo Dr. Simeons, com base na toma do hormônio gonadotrofina coriônica humana (hCG), enquanto seguimos uma dieta restrita em calorias.

Esse hormônio é usado por cerca de 26 – 40 dias consecutivos durante a dieta, o que faz com que os seus usuários percam peso num curto espaço de tempo.

Veja Também:

Dieta hCG e anticoncepcional? É possível conciliar?

A Dieta HCG Funciona Mesmo? Saiba De Tudo Aqui

Dicas Simples Para Perder Peso Mais Rápido Na Dieta DCG

Nós sabemos que é muito difícil seguir uma dieta, exatamente porque os resultados custam a aparecer.

Imaginemos que você faz uma alimentação equilibrada e pratica exercício físico regular. Embora o seu corpo esteja perdendo gordura e ganhando massa muscular, os resultados aparecem muito devagar.

Quando você adota um estilo de vida saudável, se alimentando equilibradamente, você perde, em média, cerca de 2 kg por mês.

Ora, quando nós temos 15, 20, 30, ou até mais kg para perder, parece que essa luta nunca mais termina, e acabamos desanimando, voltando a comer tudo o que gostamos.

A vantagem da dieta do hCG está aí mesmo. Você perde peso muito rápido, e com a vantagem de perder aquela gordurinha no quadril, abdominal e nádegas, que teimam em nunca desaparecer com dieta alguma!

Outra vantagem é que você não perde massa muscular, ao contrário do que acontece quando você faz uma dieta hipocalórica sem exercício físico.

 

O que é HCG?
4.5 (89.57%) 23 votes

4 comentários para "O que é HCG?"

  1. Jocelaine alves da Silva disse:

    Gostaria de ter acesso a uma receita para poder fazer o meu pedido do HCG porque ficar refen de algumas farmácia de manipulação e triste porque . ou não atende você porque não tem receita ou cobram muito caro por seus serviços fica difícil conseguir aqui na minha cidade é complicado ter acesso ao HCG . Obrigada pela atenção e desculpa pelo desabafo aqui 😘

  2. Marilene disse:

    Posso fazer o uso de medicamentos ante depressivo durante a dieta e tbm posso incluir banana verde no cardápio hcg ?

    • Equipe Balança Certa disse:

      Olá gatona, tudo bem? Sobre o uso dos medicamentos pode sim, sobre a banana verde infelizmente não pode incluir, a dieta deve ser seguida somente com os alimentos permitidos. bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat