Andar de bicicleta é, sem dúvida, um dos melhores esportes para o corpo. Uma boa pedalada previne, por exemplo, problemas cardiovasculares, já que a atividade física ajuda a melhorar a circulação sanguínea e otimizar o funcionamento do coração e dos pulmões.

Quem anda de bicicleta com regularidade consegue controlar seu peso, já que a atividade representa um forte consumo calórico, controla o avanço de doenças crônicas, como a hipertensão e o diabetes e, ainda, ajuda a manter a mente sadia e sempre ativa.

Por isso, é comum encontrarmos pessoas andando de bicicleta nos grandes centros todos os dias. Mas, esses ciclistas solitários acabam correndo grandes riscos, mesmo em ciclovias e espaços reservados para esses veículos.

Para escapar dos muitos perigos que as ruas reservam aos ciclistas solitários, muitas pessoas acabam se juntando em grupos para dar suas pedaladas, seja durante o dia ou à noite.

Está pensando em se juntar a um grupo destes, mas ainda tem dúvidas se é para você? Então fique conosco. Aqui separamos bons motivos que vão te ajudar a se convencer de andar de bicicleta em grupo é a melhor pedida para quem quer se exercitar e permanecer em segurança.

Segurança

speedeiros-bike-club-grupo-de-ciclismo-pedal-em-aracaju-sergipe

Foto: MAGAZINE

Quem pedala em grupo consegue sentir muito mais segurança do que aqueles que se arriscam a praticar o esporte sozinhos, por diversos fatores. Um deles é o trânsito.

Um ciclista solitário, além de ocupar pouco espaço, é extremamente vulnerável nas ruas e passa praticamente invisível, se tornando um alvo fácil em colisões e batidas, ao contrário do que acontece quando se pedala em grupo.

Um grupo de ciclistas não só é mais respeitado pelos motoristas como é muito mais visível, já que fica praticamente impossível aos condutores de carros e ônibus não enxergar o comboio de bikes, seja durante o dia ou à noite.

Outro fator que funciona como um bom estímulo para quem quer se convencer a pedalar em grupo é a proteção que o conjunto de ciclistas dá em relação a roubos ou assaltos. Um ciclista, quando sozinho, é uma presa fácil para assaltantes, que podem tentar roubar desde a própria bicicleta até algum outro bem que acreditem que o atleta carrega, como celulares ou dinheiro.

Agora, quando se está em grupo, os demais integrantes do comboio funcionam como seguranças uns dos outros, afastando eventuais assaltantes que queiram fazer mal aos atletas durante todo o percurso.

Suporte aos integrantes do grupo

Assédio Sexual_Grupo_Ciclista_Lobi_Cicloturismo

Foto: LOBI

Quando estamos praticando um esporte, especialmente um em que lidamos com altas velocidades como o ciclismo, acidentes infelizmente acontecem. Lesões mais sérias, como atropelamentos, ou quedas por causa de pedaladas erradas ou terreno escorregadio são comuns, assim como a quebra do equipamento.

Quando se está sozinho, resolver problemas com sua bicicleta ou encontrar socorro em caso de lesões, mesmo que sejam leves, é muito difícil. Poucos motoristas se sentem seguros para parar e socorrer o ciclista acidentado.

Agora, quando se está em grupo, os demais funcionam não só como proteção como também dando suporte. Caso uma bicicleta quebre, um deles é capaz de buscar mecanismos para consertar o equipamento, permitindo que o passeio continue.

Mas, se o problema for um acidente, o grupo pode proteger o ciclista acidentado de complicações e aguardar o socorro, para que essa pessoa receba os cuidados médicos necessários para se recuperar prontamente.

Socialização

Quem decide aderir a um grupo de ciclistas para começar a pedalar pela cidade encontra uma ótima forma de fazer bons amigos. Afinal, o grupo se reúne frequentemente para passar horas percorrendo longas distâncias.

Em ocasiões como estas é comum ver as pessoas que fazem parte do grupo carregando os relacionamentos construídos na bicicleta para outras esferas de sua vida, como o casamento, por exemplo.

Entusiasmo

Pedal_Buraco do Padre_cachoeira da Mariquinha_perau_lobi_nível_Grupo_bike_bicicleta_Curitiba

Foto: LOBI

Sejamos sinceros: pedalar sozinho não é nada fácil. O ânimo para se exercitar sem aquela mãozinha não costuma aparecer sempre. Aliás, é comum inventarmos desculpas para nós mesmos para ficar na cama até mais tarde ou não ir pedalar.

Agora, quando se faz parte de um grupo de pedal, dar desculpas para não sair fica muito difícil, afinal os membros vão querer saber o que se passa e porque você não vai aparecer na pedalada.

Quando fazemos parte de um grupo de pedal encontramos mais entusiasmo para praticar o exercício. Somos contagiados pela empolgação e o otimismo de outros, e não nos incomodamos se o dia está mais quente ou mais frio, se está aquela chuvinha leve ou se o sol ainda não nasceu.

Manter o mesmo ritmo

Quem está começando a pedalar agora vai encontrar nos grupos de pedal uma grande vantagem: o ritmo de pedalada. Nos grupos, até para garantir a segurança de todos, o ritmo de pedalada costuma ser o mesmo.

Esse ritmo constante ajuda as pessoas que tem dificuldades em imprimir um bom ritmo de pedalada a se acostumar com o exercício, já que um acompanha o ritmo dos outros. Aliás, o grupo costuma ser dividido entre o pelotão, aqueles que puxam os ciclistas, e aqueles que mantém um ritmo mais constante.

Sinalização para imprevistos

Quem pedala sozinho pode sofrer quedas com obstáculos na pista, como buracos, cones ou até mesmo encarar rotas desviadas, que podem ser perigosas, já que levam o ciclista para lugares que ele não conhece.

Já quem participa de grupos de pedal não sofre com esse problema, pois os membros do grupo costumam sinalizar todo o trajeto para os demais, especialmente aqueles que estão lá atrás ou que não conhecem o caminho.

O grupo de pedal ajuda, aliás, as pessoas a não se perderem, cuidado importante principalmente à noite, quando a pouca iluminação das ruas pode tornar a pedalada perigosa, tanto do ponto de vista da segurança pública quanto das armadilhas que muitos caminhos podem oferecer.

E, finalmente, quando se está pedalando em grupo, mudanças no caminho podem ser acompanhadas pelos demais. É possível experimentar novas rotas, sem o risco de que o ciclista se perca e termine em locais perigosos.

Com essas dicas, você vai pegar sua bicicleta e sair por aí, pedalando, não é mesmo?

Fique de olho em nosso Instagram para mais dicas!

Confira também:

Autoestima na Estratosfera – 6 técnicas infalíveis!

5 cirurgias plásticas mais realizadas pelas brasileiras

Quem não pode fazer a dieta HCG?

Por que os grupos de pedal estão na moda?
Classifique

Nenhum comentário para "Por que os grupos de pedal estão na moda?"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *